Artroplastia de quadril – indicações

Início/Quadril e coluna/Artroplastia de quadril – indicações
artroplastia de quadril

A artroplastia de quadril é uma operação realizada com uma incisão de 10-12 cm. Através dela que se faz a resseção da cabeça femoral e da cartilagem do acetábulo para permitir a sua substituição por um implante (prótese) em metal.

Técnicas cirúrgicas

As próteses de quadril podem ser fixadas ao osso através da aplicação de um cimento especial (próteses cimentadas). Este adere e endurece ao fim de alguns minutos, permitindo aos doentes fazer carga imediatamente após a cirurgia. É o ideal para doentes mais idosos, com osso mais osteoporótico, ou que apresentem pior estoque ósseo.

As próteses não cimentadas são aplicadas sobre pressão (press-fit). São produzidas com uma superfície rugosa e porosa, habitualmente revestida de hidroxiapatita. Isto possibilita um processo de incorporação por crescimento ósseo para o interior dos seus poros, permitindo uma fixação muito firme e duradoura.

Pode ser feito uma técnica híbrida, com press-fit acetabular e cimento no fêmur, devido ao risco de fratura femoral com a impacção do implante.

Artroplastia de quadril total

É uma cirurgia que tem sofrido uma grande evolução.

Também ao nível dos instrumentais para colocação da prótese, houve avanços técnicos de forma a torná-los mais precisos e versáteis. Esta evolução baseou-se num conhecimento melhor da anatomia e biomecânica da articulação.

Por fim, as interfaces entre os componentes femoral e acetabular também melhoraram. Para além do clássico metal-polietileno, é possível aplicar componentes em cerâmica que apresentam índices de desgaste e de produção de partículas menores. Isto permite uma maior durabilidade dos implantes.

Artroplastia de quadril parcial

Em algumas situações, em que o acetábulo está poupado e um doente muito idoso sofreu uma fratura do colo do fêmur, é possível que o ortopedista opte por efetuar uma artroplastia parcial, substituindo apenas a cabeça femoral e fazendo assim um procedimento mais simples e menos invasivo para o doente.

Poupa-se assim no tempo operatório e perdas sanguíneas, o que poderá ser importante em doente muito debilitados e nos quais é necessário optimizar o seu estado geral.

>>> Conheça mais as diferenças entre artroplastia total e parcial >>>

artroplastia de quadril - implantes

Riscos e complicações

A cirurgia de artroplastia de quadril não está isenta de riscos e complicações.

Em primeiro lugar existem as complicações que podem ocorrer em qualquer artroplastia, independentemente da articulação. São estas as hemorragias, as infeções ou as tromboses venosas.

Depois existem as complicações específicas da artroplastia de quadril. Numa fase precoce, durante e imediatamente após a cirurgia, podem ocorrer as lesões vasculo-nervosas (incluindo as lesões do nervo ciático), as dismetrias e a instabilidade, com a ocorrência de luxações da prótese. Numa fase mais tardia, podem ocorrer fraturas periprotéticas ou mesmo os descolamentos da prótese.

Atualmente, são cada vez mais variados e versáteis as soluções técnicas ao alcance do médico ortopedista para resolver estas situações e impedir sua ocorrência.

Recuperação

A recuperação após a realização de uma artroplastia total de quadril, é cada vez mais rápida e simples para o doente, pois as cirurgias são menos invasivas, o controle da dor mais efetivo e os protocolos de reabilitação mais acelerados.

O tempo de recuperação é assim substancialmente reduzido. É autorizado a carga sobre o membro operado logo no 1º dia pós-cirurgia, com a alta hospitalar a ocorrer geralmente entre o 3º e o 4º dia. Os pontos são retirados aos 20 dias na consulta externa e o doente habitualmente dispensa o uso de apoios externo da marcha (muletas/andador), por volta de 3-4 semanas.

Na nossa prática clínica, no 1º dia pós operatório, inicia um esquema de fisioterapia. A mobilização imediata previne a ocorrência de trombose venosa profunda, evita a atrofia muscular e facilita a deambulação.

A fisioterapia inicia-se logo com exercícios ensinados na internação, nomeadamente de treino de marcha e movimento do quadril.

Após as primeiras 2 semanas, os exercícios são especificamente dirigidos para o reforço dos músculos envolvidos na marcha, em especial os glúteos (especialmente o médio).

A hidroterapia é também aconselhada numa fase mais avançada da recuperação, de forma a melhorar a tonicidade e propriocepção articular, assim com aumentar o bem estar geral e confiança do doente.

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial
Em Brasília / DF

Veja a agenda clicando aqui

Perguntas frequentes

Quais os riscos da cirurgia de prótese de quadril?2020-03-15T18:05:42-03:00

Como todo procedimento cirúrgico, a prótese de quadril traz riscos, apesar de muito pequenos. Um deles é a formação de coágulos, que, se viajarem pela corrente sanguínea e chegarem aos pulmões, podem provocar embolia e matar. Outras complicações possíveis são infecções e danos a nervos e artérias. Por isso no pós-operatório realizado por um bom cirurgião, faz prevenção com anticoagulantes e antibióticos.

Qual o tempo de recuperação de uma cirurgia de prótese de quadril?2020-03-15T18:01:54-03:00

Pacientes com próteses primárias do quadril (primeira cirurgia de prótese) estão normalmente aptos a andar sem muletas em 6 semanas. Estudos demonstram que a recuperação da força muscular normal no quadril demora mais de 6 meses na maioria dos pacientes.

O que é um desgaste no quadril?2020-03-15T17:59:50-03:00

O quadril é a articulação (junta) que liga o osso da coxa (fêmur) ao osso da bacia (pélvis), permitindo os movimentos dos membros inferiores. Quando perde a cartilagem articular (artrose), provoca um contato com muito atrito entre os ossos da cabeça do fêmur e o acetábulo. Esse contato dos ossos produz dor e pode às vezes ser sentido pelo paciente, como se alguma coisa estivesse raspando dentro de seu quadril.

O que é Coxartrose ou artrose do quadril?2020-03-15T17:56:49-03:00

A coxartrose ou artrose da anca é o resultado do desgaste da cartilagem desta articulação. Os termos coxartrose, osteoartrose da anca, osteoartrose coxofemoral ou artrose no quadril e mesmo artrose na bacia, são tudo sinônimos e referem-se ao desgaste da cartilagem da articulação coxofemoral.

Artigos relacionados

2020-06-07T17:16:30-03:00

Sobre o Autor:

Dr. Márcio R. B. Silveira, formado em 2006 pela faculdade federal de medicina da Universidade de Brasília (UnB), com especialização, no ano de 2009, em Traumatologia e Ortopedia pela residência da Secretária de Saúde de Brasília / DF, em sua rede pública de hospitais, com subespecialização, no ano de 2012, em cirurgia do joelho e traumatologia esportiva em Belo Horizonte / MG, acompanhando os médicos do Cruzeiro Esporte Clube e os serviços dos hospitais Maria Amélia Lins, Lifecenter, Belo Horizonte, Belvedere e João XXIII. Atuante principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural. Médico ortopedista especialista em Cirurgia do Joelho, Traumatologia Esportiva e Ortopedia do Idoso, atende em Brasília / DF, na sua clínica Salus e Consolidação Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura, fornecendo tratamento conservador e operatório no Plano Piloto, Asa Norte, Taguatinga e Ceilândia.

3 Comentários

  1. Artroplastia Total e Parcial do Quadril - Ortopedista Especialista em Quadril de Brasília - DF 4 de março de 2019 em 21:07- Responder

    […] Saiba mais aqui. […]

  2. Janisio Pereira de Melo 6 de setembro de 2020 em 21:21- Responder

    Ola dr. Estou precisando de fazer uma cirurgia de artroplastia de quadril, estou aguardando pelo SUS, a 6 anos, e eu edtou morando no Amapa, mas meus filhos moram em Brasilia, eu gostsria de saber mais ou menos o preço desta cirurgia, pra mim fazer.se vc me der uma luz, eu o irei a Brasilia.estou aguardando o seu retorno , meu telefone 96-00000.0000, eu me chamo Janisio, este é.o meu ZAP.

  3. drmarciosilveira 7 de setembro de 2020 em 15:09- Responder

    Oi, Janisio, minhas secretárias entrarão em contato informando valores habituas. Para ter um orçamento oficial tem de avaliar o paciente clinicamente e ver exames, pois dependendo da gravidade pode necessitar de material especial e obrigatoriedade de UTI, aumentando o valor. O número de telefone é (61)996601616 ou 998700816 (tem zap).

Deixe um comentário ou questionamento