Cuidados para evitar traumas devem ser tomados durante a luta e também nos treinamentos.

Um atleta sempre deve estar atento aos sinais do seu corpo para não ser prejudicado por uma lesão ou escoriação que possa impedir sua atividade de luta. A dedicação aos exercícios não pode ser levada ao extremo. O lutador não pode ser levado ao seu extremo físico e o repouso deve entrar como parte do treinamento afim de que seja evitado as lesões por stress, e o over training que ocorre quando o excesso de treinamento prejudica o rendimento do atleta devido a não recuperação física adequada.

cuidados ao praticar mma, Cuidados ao praticar MMA para evitar lesões, Dr. Márcio Silveira: Especialista em Joelho Adulto e Infantil, Traumatologia Esportiva e Idoso

Um estudo divulgado pelo Departamento de Medicina Emergencial da Johns Hopkins University School of Medicine, em Baltimore, Maryland, apontou as principais contusões geradas em lutas de MMA. A região da cabeça (principalmente nariz e olhos) aparece na liderança da pesquisa, com cerca de 20% de contusões sofridas. Braços e ombros concentram 8,3% dos traumas, enquanto joelhos (área de apoio que sofre desgaste em modalidades de luta no chão, como jiu-jitsu e luta greco romana) são contabilizados em 3,1% dos casos. Quem bate também se machuca.

Alguns golpes podem gerar lesões e contusões não só em quem recebe, mas também em quem desfere tais impulsos. É comum quando se disfere socos e chutes em um lutador, ou até mesmo em um saco de areia, onde os membros podem sofrer escoriações, lesões, contusões ou fraturas.

Quando utilizar compressa fria ou morna >
Principais lesões na pratica de musculação >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Então deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.