Reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior

Bem no centro do joelho, há 2 ligamentos importantes que se cruzam, o ligamento cruzado anterior e o ligamento cruzado posterior. O ligamento cruzado posterior é o ligamento mais forte do joelho, possuindo quase o dobro da força de resistência do ligamento cruzado anterior, só que raramente precisa de Reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior. Por ser o ligamento mais forte do joelho, sua lesão é incomum, sendo necessário um trauma (pancada) com energia cinética elevada. Em outras palavras, a lesão do ligamento cruzado posterior ocorre em virtude de acidentes mais graves.

 

Situações que provocam lesão do ligamento cruzado posterior

 

A lesão do ligamento cruzado posterior (LCP) pode ocorrer no esporte:

 

  • Após queda com o joelho dobrado;
  • Após uma pancada, desferida por outro atleta, com o joelho completamente esticado;
  • Por atropelamento, produzindo impacto direto contra o joelho completamente esticado;
  • Por projeção do corpo, impactando o joelho contra o painel do carro ou da moto.

 

Uma lesão que provoca poucos sintomas

 

Diferente da lesão do ligamento cruzado anterior, quando ocorre somente lesão do ligamento cruzado posterior, o que é muito raro, o paciente não costuma apresentar tanta sensação de instabilidade (sensação do joelho sair do lugar) não necessitando de Reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior. Normalmente, o paciente sente desconforto e um pouco de instabilidade quando sobe e desce escadas, ou quando se levanta da cadeira.

 

Na maioria dos casos, entretanto, como a força necessária para romper o LCP é grande, a sua lesão ocorre combinada com a de outros ligamentos, como o ligamento cruzado anterior, canto posterolateral e ligamento colateral medial, mudando as indicações de Reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior.

 

Reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior

 

Tratamento da lesão do ligamento cruzado posterior do joelho

 

Existem 3 espectros da lesão do LCP: lesão somente do ligamento cruzado posterior, lesão do ligamento com um fragmento de osso (i.e., uma fratura) e lesão combinada com outros ligamentos e estruturas (menisco e cartilagem). No primeiro espectro, em que há lesão somente do LCP, geralmente o tratamento consiste em imobilização com órtese e reabilitação fisioterápica. Caso não ocorra cicatrização satisfatória, que acontece em menos de 10% dos casos, realiza-se a reconstrução do ligamento cruzado posterior.

 

No segundo espectro, em que o LCP é arrancado junto com um fragmento de osso, normalmente realizamos a fixação do fragmento para reconstrução do ligamento cruzado posterior com um parafuso e imobilizamos o joelho com uma órtese pré-fabricada ou tala gessada. No terceiro espectro, em que há lesão do LCP e outros ligamentos e estruturas do joelho, as opções de tratamento consistem nas mesmas utilizadas para lesões de múltiplos ligamentos (lesão do canto posterolateral e lesões de múltiplos ligamentos do joelho).

Tempo de recuperação da cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado posterior (LCP)

A recuperação após a cirurgia para reconstruir o ligamento cruzado posterior rompido é lenta. São 7 a 12 meses para a recuperação plena. Mas não se assuste. Este tempo é para a recuperação completa. Não significa que você ficará com a perna pra cima, sem dobrar e sem pisar por todo este tempo.

A cada semana você terá um ganho. Por exemplo, em duas semanas, espera-se que você já consiga dobrar o joelho 90°. Com seis semanas, provavelmente, você já poderá pisar com todo o peso do seu corpo no chão.

Os exercícios são iniciados no primeiro dia após a cirurgia, sendo que a cada semana você poderá fazer mais exercícios com complexidade crescente. No início, só poderá fazer exercício para levantar e abaixar a perna. Com 6 semanas, iniciará bicicleta ergométrica; com 3 meses, poderá caminhar livremente; corrida, aos 4 meses; até que conseguirá participar de esportes de alto impacto entre 7 e 12 meses.

 

Sobre o Dr. Márcio Silveira, especista em joelho, ortopedia do idoso e traumatologia esportiva em Brasília / DF >
Sobre o ligamento cruzado posterior (LCP) >