Temos observado um fenômeno cada vez mais marcante no nosso país: a procura cada vez maior das pessoas por academias de ginástica. Busca esta que se torna ainda mais intensa no verão. Esses adeptos geralmente possuem como objetivos um corpo bem torneado e/ou a perda de peso. No entanto, toda atenção é pouca, pois a ansiedade pela conquista de um corpo “perfeito”, em um curto espaço de tempo, pode provocar lesões.

Diversos são os fatores de risco para essas lesões. Técnica inadequada na realização de exercícios, utilização de esteroides anabolizantes e treinamento excessivo (sobrecarga) são as causas mais comuns, ocorrendo muito no crossfit. As articulações de joelho, ombro e coluna são as mais acometidas entre esses praticantes.

Negação

Não ignore uma lesão pois é extremamente importante que a trate o mais rapidamente possível, caso contrário é bem provável que o problema se agrave ou se torne mais difícil de resolver no futuro.

lesões nos ombros na pratica de musculação

Lesões nos ombros

Classicamente, o aumento súbito da carga em exercícios como o supino e elevação lateral, quando associados a movimentos descoordenados podem levar à chamada síndrome do impacto do ombro, uma das maiores causas de dor e disfunção se tratando de ombro. De caráter crônico, tendo como principal sintoma a dor, que piora à noite e ao levantar o braço, além de crepitação local (estalos), fraqueza e dificuldade nas atividades da vida diária.

Muitos fazem o levantamento de pesos colocando carga pesada nos ombros e não fazem nada para fortalecer o grupo de músculos internos que proporcionam estabilidade aos ombros. O resultado é que, sem a estabilidade necessária para o controle, pode levar a estiramentos, distensões, perda de amplitude de movimento e fraqueza, predispondo ao impacto.

>>> O que é Síndrome do impacto >>>

Excesso de peso, colocando muita pressão sobre os bíceps e tendões, que são uma zona pequena e mais propensa à lesões. Distensões, lesões no tendão, e até mesmo lesões no bíceps completas podem ocorrer, necessitando até de cirurgia.

>>> O que é Ruptura do bíceps distal >>>

lesões na coluna na pratica de musculação

Lesões na coluna lombar

Durante a prática da musculação, especialmente em movimentos que aumentam a pressão intra-abdominal associados à flexão e rotação da coluna lombar, quando mal executados, podem sobrecarregar os discos intervertebrais, podendo levar a uma rápida degeneração, perdendo propriedades de hidratação, causando microfissuras no disco, até, em um estágio, final se tornar uma hérnia de disco ou uma protusão discal, especialmente em indivíduos entre 35 a 45 anos.

>>> O que é Hérnia de disco >>>

A queixa mais comum de dores vem durante o fortalecimento abdominal. Muitas pessoas não percebem que o abdome e as costas precisam ser treinados para apoiar uns aos outros. Caso contrário, a parte inferior das costas já fraca, fica ainda mais tensa pelo trabalho abdominal excessivo. Certifique-se de incluir pelo menos um conjunto de exercícios da parte inferior da lombar para cada série de abdominais.

lesões nos joelhos na pratica de musculação

Lesões nos joelhos

Lesões comuns incluem desgaste de cartilagem (condropatia), tendinite e rotura de tendões e desequilíbrios musculares que podem acarretar lesão muscular causados por treinamento excessivo.

>>> O que é a Condropatia patelar >>>

Apesar de ainda ser controverso, estudos biomecânicos indicam que um fator muito importante a ser levado em conta é a angulação em que o joelho é submetido durante o treino. Sabe-se hoje de que algumas máquinas de cadeia cinética fechada, nas quais trabalham-se o joelho, tornozelo e quadril ao mesmo tempo, como o leg-press, por exemplo, quando praticado em uma em angulação acima de 60° gera um vetor de reação articular muito grande, com consequente hiperpressão na cartilagem, podendo levar a lesão. Já as máquinas de cadeia cinética aberta, na qual apenas o joelho trabalha durante a contração, como a Cadeira Extensora, esta hiperpressão ocorre quando o joelho esta muito próximo de ficar completamente exausto. O fator mais importante aqui é a boa execução do exercícios de hipertrofrofia.

lesões nos quadris na pratica de musculação

Lesões nos quadris

Muitas pessoas tem a impressão de que correr é a resposta certa para ter mais saúde e provocar a perda de peso. O que eles não percebem é que correr excessivamente pode usar os músculos do quadril em excesso. Não é recomendado para ninguém correr consistentemente por longos períodos e lesões nos músculos da bacia são apenas uma das muitas razões para ficar longe desse excesso. As situações mais comuns é a ocorrência de tendinite trocantérica e bursite glútea.

>>> Como ocorre a Bursite no quadril >>>

Deve ser feito um fortalecimento do quadril, com trabalho dos músculos posteriores, adutores e abdutores, com ênfase no glúteo médio.

lesões musculares na pratica de musculação

Lesões musculares

A história clínica é marcada por dor súbita localizada, de intensidade variável, algumas vezes acompanhada de um estalido audível ou de uma sensação de pedrada e perda imediata de força. A intensidade dos sinais e sintomas pode variar de acordo com a sua gravidade.

A lesão pode gerar um defeito (área de depressão local ou “gap”) visível ou palpável. A presença de hematoma tem o significado de uma lesão de maior extensão e gravidade. A contração contra resistência revela dor local e impotência funcional, caracterizada pela incapacidade de se mover a articulação.

>>> Como evitar a Distensão dos músculos da coxa >>>

Apesar da incidência das lesões musculares na musculação ser menor que em outros esportes como a corrida e futebol, o tratamento inclui fisioterapia, iniciada o mais rápido possível, e os critérios para o retorno ao esporte são: a flexibilidade semelhante ao membro contralateral, amplitude de movimento normal, ausência de dor e critérios de força muscular semelhantes aos valores prévios à lesão ou ao membro contralateral (acima de 80%).

lesões nos cotovelos na pratica de musculação

Lesões nos cotovelos

A lesão no cotovelo mais comum começa com uma inflamação do tendão o lado de fora do cotovelo, epicondilite lateral, e, infelizmente, não é uma lesão muito fácil de lidar. Geralmente é causada pelo uso excessivo dos extensores do antebraço; A maioria das pessoas treinam demais os braços, pois todos querem ficar “largos”. Além disso, você usa as mãos em quase todos os exercícios. Certifique-se de que no primeiro sinal de qualquer desconforto, que você descansa o suficiente, colocando gelo sobre a lesão e fazendo repouso para se curar. E proceda com cautela quando você tentar exercitar novamente.

>>> Como ocorre a Epicondilite lateral >>>

Regresso aos treinos

Para isso, é vivamente recomendado que reinicie os treinos com cargas e um volume de treino bastante inferiores ao do seu nível anterior, de forma a poder recuperar de forma progressiva a sua força e mobilidade sem arriscar o reaparecimento da lesão.

>>> Tipos de fibras musculares >>>

>>> Treino intervalado intenso – HITT >>>

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 
clínica salus trata

Agende uma consulta!

Descubra nossos protocolos de tratamento eficazes e sem cirurgia, baseados em exame clínico detalhado, análise computadorizada da marcha e corrida e mais de 60 trabalhos científicos.

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial

Veja a agenda clicando aqui

Deixe uma avaliação!