Plica sinovial patológica

plica sinovial

A plica sinovial é uma dobra na bainha sinovial do joelho. Em outras palavras é uma prega da membrana fibrosa que se projeta para a cavidade articular. Essa anormalidade congênita deriva de um remanescente de pregas formadas durante o estágio embriológico do desenvolvimento. Durante a maturação, essas pregas são absorvidas pela cápsula articular; mas em uma parcela da população isso não ocorre e deixa uma área espessada ou uma ruga no interior da membrana.

Então quando essa estrutura provoca dor?

Em geral, ocorre durante esportes cíclicos (repetitivos) como a corrida de rua, trilha e ciclismo. Isso pode ocorrer durante um longo período de tempo, como quando a plica é irritada com certos exercícios, movimentos repetitivos, ou quando você ajoelha.

Classicamente, são pessoas que praticam esporte com regularidade e, por determinados motivos, afastam- se, e ao retornarem, possuem algum grau de fraqueza ou desequilíbrio muscular, além de eventual ganho de peso.

Também pode ocorrer subitamente, por exemplo, quando o joelho é atingido na área em torno do plica medial. Isso pode ocorrer a partir de uma queda seguida de entorse do joelho ou de uma contusão. Isso pode levar a cicatrização e espessamento do tecido da plica mais tardiamente, levando à recorrência de sintomas e eventual lesão secundária da cartilagem.

Sintomas

Queixas frequentes envolvem:

  • Dor no lado interno da patela;
  • Sensação de ressalto na região de dentro da patela;
  • Irritação, sensação de peso no joelho;
  • Inchaço apos atividade física.

Diagnóstico

O diagnóstico da Síndrome da Plica Sinovial do Joelho começa com histórico e exame físico. O exame é utilizado para tentar determinar onde a dor se encontra e se a plica é ou não sentida. Os raios X não mostrarão a plica.

>>> Saiba sobre o Cisto de Baker no joelho >>>
>>> Conheça as causa de dor anterior no joelho >>>

Se há incerteza no diagnóstico após a a primeira avaliação, a ressonância magnética deve ser solicitada. Neste exame de imagem considerado hoje como padrão ouro, nota-se a estrutura espessada, interposta e associada ou não a lesões cartilaginosas.

PLICA no JOELHO

Tratamentos

Felizmente, como a doença está ligada ao mau funcionamento muscular, a grande maioria das pessoas se beneficia com o tratamento não cirúrgico. O objetivo principal é reduzir a inflamação e a fricção e retomar uma boa função muscular.

Inicialmente, solicita-se afastamento de atividades como correr, pedalar, ou determinadas máquinas na academia. Recursos anti-inflamatórios são empregados na fisioterapia como o laser, ultrassom e gelo sob pressão. A seguir, inicia-se a ativação muscular e progride-se com o fortalecimento, visando que o músculo anterior da coxa (quadríceps) recupere sua capacidade de absorver a energia cinética do esporte.

Cirurgia

Se todas as tentativas de tratamentos não-cirúrgicos falham, a cirurgia pode ser sugerida. Normalmente, é realizada através de artroscopia, em pouco tempo de cirurgia e consiste na simples remoção da estrutura. Não existem problemas relatados após sua remoção.

No período pós-operatório, o paciente deve se reabilitar visando redução da dor e melhoria da função muscular.

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial

Veja a agenda clicando aqui