Ruptura do músculo gastrocnêmio

É uma lesão muito comum, na região da panturrilha, que ocorre preferencialmente na parte da junção miotendínea do gastrocnêmico medial. Também conhecida como “tennis leg”, pois é comum nos praticantes de tênis, principalmente nos amadores.

tennis leg

A ruptura do músculo gastrocnêmio, também chamado de tennis leg, caracteriza-se por uma lesão muscular de grau variado, podendo chegar à ruptura completa. Diagnóstico diferencial para dor no tendão de Aquiles. Normalmente, ocorre em decorrência a um movimento súbito e potente como em um tiro curto de corrida.

Você sentirá um choque ou uma pedrada na barriga da perna (distensão) ou apenas que esta parte ficou dura, travada (contratura). Tanto a distensão muscular como a contratura podem ser muito desconfortáveis. É importante parar imediatamente e tratar com o procedimento RICE (repouso, gelo, elevação e compressão), ou seja, colocar o gelo com a perna elevada e uma atadura elástica para comprimir a lesão. Pode levar algumas semanas para recuperar totalmente e a volta precoce piora a lesão, levando à cronicidade e diminuindo o desempenho em quadra.

O tempo de recuperação é variado para cada atleta e esse tempo tem que ser respeitado pelo atleta, pois ele é necessário para o retorno à pratica esportiva, sem nenhum risco de recidiva da lesão.

Prevenção

Para prevenir esta lesão é muito importante estar aquecido antes de qualquer treino ou jogo. A panturrilha suporta altas cargas, por isso, entrar em fadiga e romper não é muito difícil. Aqueça esta musculatura com exercícios de ficar na ponta dos pés, partindo de uma posição mais baixa do calcanhar em relação ao tornozelo, por exemplo, em um degrau ou rampa, logo em seguida dê um trote.

>>> Instruções para fortalecimento da perna e tornozelo >>>

ruptura do músculo gastrocnêmio

Durante a preparação física, elabore exercícios excêntricos para todo o membro inferior, fazendo treinamentos de desaceleração. Além do aquecimento, outros fatores, como a condição física atual, podem influenciar: avaliação das articulações e qualidade muscular (massa magra, elasticidade, potência, força e resistência muscular), não só local, mas de uma forma global, podem nos auxiliar em um programa de prevenção de lesão.

Tratamento

>>> Exame de Análise dinâmica da pisada e postura >>>

Repouso, medicação anti-inflamatória e fisioterapia por 6 semanas. Distensões, geralmente lesões sem equimose (roxo) ou edema local (inchaço), associado com dor leve, poder retornar após 3 semanas para as atividades físicas. É importante realizar o fortalecimento, com ênfase nos exercícios excêntricos, pois a lesão e o repouso provocam atrofia muscular.

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial

Veja a agenda clicando aqui

Deixe uma avaliação!