Tríade da mulher atleta, estou sem menstruar, então tenho?

tríade da mulher atleta

Tema: atividades esportivas

Os componentes são: desordem alimentar, hormonal (amenorreia) e óssea (osteopenia/ osteoporose). Nem todos as pacientes têm os três componentes da tríade. Dados mais recentes sugerem que mesmo tendo apenas um ou dois elementos a probabilidade de lesões aumenta consideravelmente.

Muitas vezes é difícil de reconhecer a tríade da mulher numa atleta. Na verdade, o impacto total desta síndrome não pode ser mensurado até que estas mulheres atinjam a menopausa, quando a perda óssea é acelerada.

Tratamento

Em geral, o tratamento é comer mais! Envolve equipe multidisciplinar e apoio familiar. E também conta com acompanhamento nutricional para adequar a oferta de energia para o treino.

Recomenda-se que um atleta aumente de 20% a 30% da ingestão calórica com uma meta de 0,5 kg de ganho de peso a cada 5-7 dias.  A normalização do peso do corpo vai ajudar na normalização da menstruação e aumentar a saúde óssea e ajudar com o tratamento não farmacológico dos outros componentes da tríade da mulher atleta. Mas se for necessário o médico vai entrar com os suplementos e medicamentos para corrigir as alterações ósseas e hormonais .

Fique alerta

Cuidado com a redução da massa corporal ou percentual de gordura excessiva, pois tais reduções podem estimular a prática alimentar inadequada e favorecer um quadro de desnutrição. A redução de massa corporal rápida também pode levar a perda de massa muscular, fato este nada interessante para o desempenho físico, assim como para a manutenção da perda de gordura corporal.

Conheça mais sobre a Tríade da Mulher Atleta > 

A prevenção da Tríade pode ser feita seguindo uma rotina de treinamento periodizado e ajustado a cada necessidade e pessoa, bem como a alimentação deve estar ajustada as rotinas de treinamento. Saúde é coisa séria, não brinque com a sua.

0


Deixe uma resposta

  • drmarciosilveira on 15 de julho de 2019 às 10:04:55
  • drmarciosilveira on 15 de julho de 2019 às 10:04:38

Este post foi criado por Dr. Márcio Silveira Ligar 29/12/2018.