Tendinite no ombro: causas e tratamentos

Início/Traumatologia Esportiva/Tendinite no ombro: causas e tratamentos
tendinite no ombro

A tendinite no ombro surge quando um tendão do ombro fica inflamado, sendo a dor no ombro um dos principais sintomas. Esta dor no ombro ou quadro de ombro doloroso agrava-se caracteristicamente durante a noite.

A tendinite do supraespinhal é das suas causas mais frequentes, mas qualquer outro dos tendões que forma manguito rotador pode ser afetado por este quadro de inflamação no ombro. O manguito rotador é um conjunto de músculos e tendões que envolvem a articulação do ombro. A sua função é centralizar a cabeça do úmero na glenóide da escápula e permitir a mobilização do ombro.

Quando a tendinopatia do ombro se torna crônica, ocorrem alterações estruturais tendinosas, com a desorganização das suas fibras, evidente nos exames de imagem de USG e RM, pelo que passa a ser denominada por tendinose do manguito rotador.

>>> Saiba sobre a Bursite no Ombro >>>
>>> Saiba sobre a Rotura do Tendão Supraespinhal >>>

Sintomas da tendinite no ombro

O sintoma principal da tendinite do ombro é a dor. Esta localiza-se geralmente na face anterolateral do braço, ocorre quer com o esforço, quer em repouso. Agrava durante a noite e impedindo muitas vezes o doente de descansar.

Para além do desconforto causado pela dor, pode ocorrer impotência funcional com dificuldade de realizar o arco do movimento normal e diminuição de força muscular do membro afetado.

Causas da tendinite no ombro

As causas de tendinite do ombro são variadas, mas surgem muitas vezes associadas ao trabalho, ou esforço excessivo que este por vezes acarreta, assim como à sobrecarga provocada pela prática de determinadas modalidades esportivas como: musculação, ginásio (nomeadamente crossfit), natação, tênis e voleibol. São os chamados esportes “overhead” (acima da cabeça), que provocam múltiplos microtraumatismos, tensão muscular elevada e enormes amplitudes de movimentos.

A tendinite calcificante do ombro é uma forma de tendinopatia no ombro que ocorre por deposição de fosfato de cálcio geralmente de etiologia desconhecida. Pode ser silenciosa no início, fase de formação, sendo muitas vezes um mero achado de imagem, mas na fase de reabsorção, a calcificação no ombro pode causar inflamação dos tecidos envolventes e tornar-se extremamente dolorosa. A evolução por surtos é a regra e pode demorar 2 anos para resolver. O seu tratamento passa por métodos não invasivos, como a fisioterapia com ondas de choque, AINE ou corticoterapia ou eventualmente pela sua remoção por artroscopia.

>>> Tratamento com Terapia por ondas de choque >>>
>>> Corrigir a postura no trabalho >>>

fisioterapia para ombro

Tratamento

A primeira medida a adotar nestas situações é o repouso com descanso da articulação envolvida. Não implica necessariamente a imobilização absoluta, mas sim evitar a realização de movimentos que despertem a dor. Especialmente os movimentos realizados acima da linha do ombro.

A medicação ou remédio para tendinite no ombro mais frequentemente usados são os anti-inflamatórios não esteróides – AINE. A sua principal limitação tem a ver com a possibilidade de afetarem a mucosa gástrica originando úlceras e eventualmente hemorragia digestiva alta, assim como provocarem elevação da pressão arterial. O doente deve tomar estes medicamentos de forma criteriosa e segundo prescrição médica, para ajuste das doses, tempo de tratamento e eventual necessidade de associar gastroprotetores.

Por vezes, especialmente quando a dor interfere com o repouso noturno, o seu médico poderá necessitar de recorrer a corticosteroides (cortisona). A corticoterapia pode ser realizada por via oral, intramuscular, ou por aplicação articular associada a anestésico local, as chamadas infiltrações. Estas permitem um alívio rápido da sintomatologia pela alta concentração de medicamento que é obtido na zona da inflamação. Contudo, devem ser aplicadas por um médico que conheça os riscos/benefícios desta terapêutica e as diversas formas de a empregar.

A fisioterapia, em casos de tendinite do manguito rotador, possui habitualmente um bom resultado. Inicia-se por colocar gelo, efetuar massagens, aplicar ultrassons e fazer ionizações com AINE´s. Além desta abordagem de controle da inflamação, exercícios para recuperação da amplitude articular são então efetuados. Após, finalmente, exercícios de reforço muscular e de retomada progressiva da atividade esportiva/laboral.

Tratamento especializado e individualizado em Brasília / DF.

>>> Exercícios para ganho de movimento no ombro >>>
>>> Exercícios para Fortalecimento do manguito rotador >>>

Cirurgia

A artroscopia do ombro (cirurgia) reserva-se para situações excecionais de resistência ao tratamento conservador ou quando se associam outras patologias do ombro.

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial
Em Brasília / DF

Veja a agenda clicando aqui

Perguntas frequentes

Qual a diferença entre tendinite e bursite no ombro?2020-03-22T11:25:13-03:00

Tendinite é a inflamação do tendão, a parte final do músculo que se liga ao osso, e a bursite é uma inflamação da bursa, uma pequena bolsa cheia de líquido sinovial que serve de “almofada” para determinadas estruturas como tendões e proeminências ósseas.

O que causa tendinite no ombro?2020-03-22T11:23:10-03:00

A causa mais comum da tendinite do ombro é o trauma local ou excesso de esforço durante trabalho ou atividade física, fenômeno conhecido por sobrecarga. A doença acontece, primordialmente, se o paciente tem um mau condicionamento físico, má postura, ou usa o membro afetado em uma posição forçada e desajeitada.

O que é bom para tendinite no ombro?2020-03-22T11:21:06-03:00
Como aliviar a tendinite no ombro:
  1. Repousar e evitar movimentos do local afetado (o tratamento para tendinite no ombro, neste caso, pode ser feito com tipoia, e no punho, com tala);
  2. Fazer compressas;
  3. Tomar anti-inflamatórios;
  4. Realizar acupuntura;
  5. Fazer fisioterapia para analgesia (ultrassom, calor);
  6. Ortotripsia – terapia por ondas de choque.
Quais são os sintomas de tendinite no ombro?2020-03-22T11:18:25-03:00
Em geral, pessoas com tendinite no ombro ou do manguito rotador apresentam como sintomas:
  • Dor nos ombros, principalmente a noite.
  • Dor e sensibilidade ao tentar alcançar algo acima da cabeça ou nas costas.
  • Dificuldade em atingir todos os movimentos dos ombros.
  • Dificuldade de dormir sobre o ombro afetado.
  • Fraqueza progressiva dos ombros.

Artigos relacionados

2020-06-07T15:10:47-03:00

Sobre o Autor:

Dr. Márcio R. B. Silveira, formado em 2006 pela faculdade federal de medicina da Universidade de Brasília (UnB), com especialização, no ano de 2009, em Traumatologia e Ortopedia pela residência da Secretária de Saúde de Brasília / DF, em sua rede pública de hospitais, com subespecialização, no ano de 2012, em cirurgia do joelho e traumatologia esportiva em Belo Horizonte / MG, acompanhando os médicos do Cruzeiro Esporte Clube e os serviços dos hospitais Maria Amélia Lins, Lifecenter, Belo Horizonte, Belvedere e João XXIII. Atuante principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural. Médico ortopedista especialista em Cirurgia do Joelho, Traumatologia Esportiva e Ortopedia do Idoso, atende em Brasília / DF, na sua clínica Salus e Consolidação Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura, fornecendo tratamento conservador e operatório no Plano Piloto, Asa Norte, Águas Claras, Taguatinga e Ceilândia.

Um Comentário

  1. Tratamentos das Tendinites no Ombro e sua Prevenção - Ortopedista Especialista em Ombro de Brasília - DF 9 de março de 2019 em 11:23- Responder

    […] Saiba mais do tratamento e prevenção aqui. […]

Deixe um comentário ou questionamento