Luxação de patela

A luxação da patela apresenta sintomas muito parecidos com outras lesões do joelho:

  • Inflamação do joelho
  • Mobilidade condicionada
  • Deformações causadas pelo deslocamento da patela, que em casos de luxações fortes se tornam visíveis à vista desarmada
  • Dor ao redor da patela, que é difícil de acalmar e que pode acentuar-se a luxação segue-se uma fratura

Um bom diagnóstico é imprescindível para descartar, por exemplo, uma ruptura do ligamento cruzado anterior, entre outras lesões. A avaliação da história clínica, a exploração minuciosa do joelho e uma radiografia geralmente são suficientes para diagnosticar a luxação.

Fisioterapia na luxação de patela

Em relação ao tratamento, a fisioterapia busca, em primeiro lugar, controlar os sinais inflamatórios através de repouso, aplicação de gelo e elevação da perna para diminuir o fluxo sanguíneo e inflamação. É claro que, no caso de uma luxação deve marcar consulta com um médico ortopedista de joelho que, por regra geral, prescreve medicamentos anti-inflamatórios para aliviar a dor e reduzir a inflamação, mas o papel da fisioterapia é vital para a reabilitação da luxação.

Fatores de risco para luxação de patela ou instabilidade patelar >

Em essência, o papel do fisioterapeuta irá variar de acordo com a lesão e sua gravidade:

  • Duas semanas após a lesão: Aplicação de moldeiras, o gelo, a bandagem para colocar a esfera e exercícios isométricos de quadríceps para assegurar o seu fortalecimento e a musculatura posterior da perna se possa mover-se com normalidade.
  • De três a cinco semanas após a lesão: Exercícios de fortalecimento e potencialização do quadríceps, como extensão de joelhos à beira da cama ou agachamento apoiados na parede. Isto fará com que o paciente possa suportar sobre a patela seu próprio peso e aumentar a amplitude de seu movimento. Para aumentar a amplitude de flexão do joelho também são recomendados exercícios como caminhadas, natação ou andar de bicicleta e exercícios de propriocepção de joelho, cuja intensidade irá aumentar à medida que passe o tempo.

Nas últimas semanas de reabilitação, o paciente pode voltar progressivamente a sua atividade normal e deve continuar o fortalecimento muscular para prevenção.

Exercícios de reforço muscular na prevenção da luxação de patela

Certos exercícios podem ajudar a fortalecer os músculos das pernas e reduzir a chance de lesões no joelho, incluindo a luxação patelar. Para reduzir o risco para esse tipo de lesão, adicione alguns dos seguintes exercícios à sua rotina:

Dr. Márcio Silveira: Ortopedista Especialista em Traumatologia Esportiva, Joelho - Adulto e Infantil - e Idoso

Se você já teve uma lesão na patela, usar uma joelheira pode ajudar a evitar a recorrência. Usar equipamento de proteção adequado em esportes de contato é outra maneira importante de evitar todos os tipos de lesões na rótula.

Saiba mais sobre a luxação de patela >

[jetpack-related-posts]