O tratamento fundamental, independentemente: fortalecer e ativar os músculos periescapulares (romboides, elevador da escápula, latíssimo do dorso e o trapézio). Com sessões de fisioterapia após uma avaliação do equilíbrio e força, o paciente terá uma melhora na relação tensão-alongamento e isso irá aliviar as dores nas costas e ao redor das escápulas.

Compensações geradas pela escápula

Uma das principais compensações que surge quando temos uma escápula imóvel ou com movimentos errados é uma tensão no trapézio. Tensões nessa musculatura são comuns especialmente em alunos com desvios posturais e pessoas que trabalham muito tempo sentadas, mas quem disse que a escápula não está relacionada a eles?

Quando temos um trapézio tensionado encontraremos também:

  • Dor cervical;
  • Dor no ombro;
  • Dor de cabeça;
  • Dificuldades respiratórias.

Perceba como os problemas de falta de mobilidade escapular são extensos e influenciam diversas partes do corpo. No caso da respiração precisamos entender também a relação entre movimentos da escápula e gradil costal.

Quando encontramos uma escápula que não só se move de maneira errada, mas também possui uma posição erradas podemos estar com um paciente com risco de desenvolver a síndrome do impacto.

Musculaturas importantes para trabalhar a mobilidade escapular

Para começar, quero dar ênfase ao serrátil, a musculatura responsável por manter a escápula presa ao gradil costal. Os pacientes com dor nas costas e cervical ou amplitude de movimento limitada precisarão fortalecer e ativar serrátil durante os exercícios, acabando com retrações.

Também precisaremos trabalhar as musculaturas estabilizadoras de escápula, como:

  • Rombóides;
  • Peitoral menor;
  • Elevador da escápula;
  • Trapézio.

Fortalecimento da musculatura do eixo axial >

Observar bem as tensões apresentadas nessas musculaturas. Elas podem muitas vezes ser a causa da dor no paciente. Pode ser necessário realizar uma boa liberação dessas musculaturas antes de iniciar os exercícios.

Dr. Márcio Silveira: Ortopedista Especialista em Traumatologia Esportiva, Joelho - Adulto e Infantil - e Idoso ejercicios para fortalecer la espalda lumbar

Além da melhoria na força, também é fundamental que as escápulas possam se movimentar sem que o paciente sinta dificuldade e limitação. Por isso, é preciso melhorar a flexibilidade e a mobilidade do local e o recomendado para isso são alongamentos pensados especificamente para o caso de cada paciente. Podem ser realizadas avaliações com dinamometria e posturais para orientação.

Dr. Márcio Silveira: Ortopedista Especialista em Traumatologia Esportiva, Joelho - Adulto e Infantil - e Idoso for escapular2

O controle sobre os movimentos escapulares é, para a maioria das pessoas que sofre com a condição médica, algo bastante difícil e doloroso. Então, atrelado ao fortalecimento e melhora da mobilidade, é indicado também trabalhar o controle muscular do paciente. Esta melhoria é feita de forma integrada, na maioria dos casos, trabalhando em padrões recíprocos de puxar-empurrar. Quando o objetivo é melhorar a discinesia escapular, movimentos unilaterais e de conscientização são importantes para obter melhoras significativas no tratamento.

Dr. Márcio Silveira: Ortopedista Especialista em Traumatologia Esportiva, Joelho - Adulto e Infantil - e Idoso for escapular

O tratamento fisioterápico é importantíssimo para trazer mais funcionalidade e melhorar a qualidade de vida do paciente, principalmente por conta da dor e limitação funcional secundária no ombro. O Pilates pode ser uma excelente ferramenta para diversas alterações cinético funcionais da escápula.

Série de exercícios de Blackburn

Durante a prática esportiva, é muito frequente a ocorrência de queixas de dor ou lesão em várias regiões do corpo, inclusive no ombro que é considerada uma das articulações mais comumente acometidas nos esportes como handball e vôlei, que se utilizam muito do membro superior durante a prática. Nota-se que muitas dessas queixas estão relacionadas com uma inadequação do padrão sinérgico e com um movimento escapular deficiente. Por conta disso, foi criada uma sequência de exercícios que visa melhorar a ativação muscular dessa região, tendo como objetivo tornar o movimento escapular mais adequado nas diferentes situações em que o membro superior é recrutado. Tal sequência de exercícios é chamada “Série de Blackburn” que consiste nos seguintes exercícios da imagem.

A. Abdução Horizontal em Decúbito Ventral (Neutro)
• Deite-se sobre a maca, em decúbito ventral, com os membros superiores (MMSS) suspensos em linha reta até o chão e palmas das mãos viradas para baixo;
• Levante os MMSS para o lado, paralelamente ao chão;
• Mantenha pressionado por 2 segundos e abaixe lentamente.

B. Abdução Horizontal em Decúbito Ventral (Polegares para cima)
• Deite-se sobre a maca, em decúbito ventral, com os MMSS suspensos em linha reta até o chão, e os polegares girados para cima;
• Elevar MMSS para o lado e um pouco para frente do ombro, paralela ao chão;
• Mantenha pressionado por 2 segundos e abaixe lentamente.

C. Elevação do Plano Escapular Horizontal em Decúbito Ventral (Neutro)
• Deite-se sobre a maca, em decúbito ventral, com os MMSS suspensos em linha reta até o chão e palmas das mãos viradas para baixo;
• Elevar os MMSS para o lado, mas com cerca de 120° de abdução, com os MMSS paralelos ao chão;
• Mantenha pressionado por 2 segundos e abaixe lentamente.

D. Elevação do Plano Escapular Horizontal em Decúbito Ventral (Polegares para cima)
• Deite-se sobre a maca, em decúbito ventral, com os MMSS suspensos em linha reta até o chão, e os polegares girados para cima;
• Elevar os MMSS para o lado, mas com cerca de 120° de abdução, com os MMSS paralelos ao chão;
• Mantenha pressionado por 2 segundos e abaixe lentamente.

E. Rotação Externa Horizontal em Decúbito Ventral
• Deite-se sobre a maca, em decúbito ventral, com os MMSS abduzidos horizontalmente, cotovelos fletidos a 90˚ com o polegares para cima;
• MMSS giram externamente a partir dos antebraços paralelos ao chão, levando os polegares para cima;
• Mantenha pressionado por 2 segundos e abaixe lentamente.

F. Extensão Horizontal em Decúbito Ventral
• Deite-se sobre a maca, em decúbito ventral, com os MMSS suspensos em linha reta até o chão e palmas das mãos viradas para frente;
• Estenda os MMSS horizontalmente paralelo ao tórax;
• Mantenha pressionado por 2 segundos e abaixe lentamente.

Dr. Márcio Silveira: Ortopedista Especialista em Traumatologia Esportiva, Joelho - Adulto e Infantil - e Idoso blackburn

Importante também é a melhora da postura

Perceba que não pode se ter uma coluna torácica cifótica, toda arredondada e retrair de maneira eficiente suas escápulas. O objetivo deve ser fazer uma extensão da coluna torácica para melhorar a mecânica no momento de exercitar o braço. Então combinar a extensão torácica com extensão da coluna cervical superior no RPG.

Agendar avaliação com dinamometria e tratamento com fisioterapia e pilates >
Conheça mais sobre as lesões da cintura escapular >
Importância da cintura escapular e cíngulo peitoral >

[jetpack-related-posts]