Fratura da clavícula – tratamentos

Início/Ombro e cotovelo/Fratura da clavícula – tratamentos
Fratura da clavícula - anatomia

Anatomia

A clavícula está localizada entre a caixa torácica (esterno) e o ombro (escápula), e liga-se o braço ao corpo.

A clavícula se encontra acima de vários nervos e vasos sanguíneos importantes. No entanto, estas estruturas vitais são raramente feridas quando a clavícula machuca, mesmo quando as extremidades do osso deslocam quando se quebram.

>>> Saiba sobre a Luxação Acrômio-clavicular >>>

>>> Saiba sobre a Fratura do Osso do Braço (Úmero) >>>

Causas de fratura da clavícula

Fratura da clavícula é freqüentemente causada por um golpe direto no ombro. Isto pode acontecer durante uma queda sobre o ombro ou uma colisão de veículo. Uma queda em um braço estendido também pode causar uma fratura de clavícula. Em bebês, essas fraturas podem ocorrer durante a passagem pelo canal do parto.

Sintomas na fratura da clavícula

Fratura da clavícula pode ser muito dolorosa e tornar difícil mover o seu braço. Os sintomas adicionais incluem:

  • Flacidez do ombro (para baixo e para a frente)
  • Incapacidade para levantar o braço por causa da dor
  • A sensação de crepitações, se for feita uma tentativa de levantar o braço
  • A deformidade ou “bola” sobre a área dolorida
  • Equimose, inchaço e / ou sensibilidade sobre a clavícula

Exame médico

Durante a avaliação, o médico irá fazer perguntas sobre a lesão e como ocorreu. Depois de discutir a lesão e os seus sintomas, o médico irá examinar seu ombro.

Geralmente, há uma deformidade óbvia, ou “galo”, no local da fratura. Uma leve pressão sobre a ruptura provocará dor. Embora um fragmento de osso raramente saia através da pele, pode empurrar a pele.

O seu médico irá examinar cuidadosamente o seu ombro para se certificar de que não há nervos ou vasos sanguíneos danificadas.

A fim de identificar a localização e a gravidade, o seu médico vai pedir uma radiografia. Raios-X do ombro inteiro, muitas vezes, podem ser feitos para verificar lesões adicionais. Caso outros ossos estejam quebrados, o seu médico pode pedir um exame de tomografia computadorizada (TC) para ver as fraturas com mais detalhes.

Tratamento para fratura da clavícula conservador

Eu preciso operar uma fratura de clavícula?

A maioria da fratura da clavícula é de tratamento conservador, mesmo com as extremidades dos ossos quebrados desviadas e com pouco alinhamento. Clavículas quebradas curam sem cirurgia.

Tratamento especializado e individualizado em Brasília / DF.

Apoio para o braço

A tipóia simples ou figura-de-oito são normalmente utilizados para o conforto logo após o incidente. Estes são usados ​​para apoiar o seu braço e ajudar a mantê-lo em posição enquanto ocorre cura.

Medicação

Medicação para a dor ajudar a proporcionar conforto enquanto ocorre a consolidação da fratura.

Fisioterapia

Enquanto você estiver usando a tipóia, provavelmente vai perder a força muscular em seu ombro. Uma vez que o osso começa a cicatrizar, a dor vai diminuir e seu médico pode iniciar exercícios suaves de ombro e de cotovelo. Estes exercícios vão ajudar a prevenir a rigidez e fraqueza. Exercícios mais extenuantes podem gradualmente ser iniciado assim que a fratura está completamente consolidada.

Acompanhamento médico

Você vai precisar consultar o seu médico regularmente até a sua fratura curar. Ele vai examiná-lo e tirar radiografias para verificar se o osso está se curando em boa posição. Depois que o osso está colado, você vai ser capaz de regressar gradualmente às suas atividades normais.

Complicações

A fratura da clavícula pode sair do lugar antes que se cure. É importante o acompanhamento com o seu médico, programada para garantir que o osso fique em posição.

Se os fragmentos da fratura se movem fora do lugar e os ossos curam nessa posição, ele é chamado de consolidação “viciosa”. O tratamento para isso é determinado por quanto deslocado do lugar os ossos estão e o quanto isso afeta o movimento do braço.

Uma protuberância grande sobre o local da fratura pode se desenvolver com a consolidação da fratura. Isso geralmente fica menor ao longo do tempo, mas um pequena ondulação pode permanecer permanentemente.

Fratura da clavícula

Tratamento para fratura da clavícula Operatório

A indicação operatória para fratura da clavícula é restrita, ocorrendo em caso de fratura exposta ou risco de expor, desvios e deformidades muito grande e associado com fratura do úmero.

Placas e Parafusos

Durante esta operação, os fragmentos do osso são primeiramente reposicionados no seu alinhamento normal, e, em seguida, mantidos no lugar por parafusos especiais e / ou anexando placas de metal na a superfície exterior do osso.

Após a cirurgia, você pode notar um pequeno pedaço de pele sem sensibilidade abaixo da incisão. Esta dormência vai se tornar menos preceptível com o tempo. Porque não há uma grande quantidade de gordura sobre a clavícula, você pode ser capaz de sentir a placa através de sua pele.

Placas e parafusos normalmente não são removidos após o osso estiver consolidado, a menos que eles estejam causando desconforto. Problemas com o material não são comuns, mas, às vezes, cintas e mochilas podem irritar a região da clavícula. Se isso acontecer, o material pode ser removido após a fratura cicatrizar.

Fios de metal (pinos)

Pinos também são usados ​​para segurar a fratura em boa posição após as extremidades ósseas serem colocadas de volta no lugar. As incisões para a colocação de pinos são geralmente menores do que os usados ​​para placas. Pinos muitas vezes irritam a pele onde foram inseridos e geralmente são removidos uma vez que a fratura esteja curada.

Reabilitação

Exercícios específicos ajudarão a restaurar o movimento e fortalecer seu ombro. Seu médico pode lhe fornecer um plano de tratamento em casa ou sugerir que você trabalhe com um fisioterapeuta.

Programas de terapia normalmente começam com exercícios de movimento suave. O seu médico irá gradualmente adicionar exercícios de fortalecimento para o seu programa.

Embora seja um processo lento, seguir o plano de fisioterapia é um fator importante no retorno a todas as atividades que você gosta.

>>> Conheça mais os tratamentos da fratura da clavícula >>>

Complicações cirúrgicas

As pessoas que usam qualquer tipo de produto de tabaco, portadores diabetes, ou são idosos estão em maior risco de complicações durante e após a cirurgia. Eles também são mais propensos a ter problemas com a ferida e a cicatrização óssea. Certifique-se de conversar com seu médico sobre os riscos e benefícios da cirurgia para a sua fratura da clavícula.

Existem riscos associados com qualquer cirurgia, incluindo:

  • infecção
  • hemorragia
  • dor
  • coágulos de sangue em sua perna
  • danos aos vasos sanguíneos ou nervos
  • náuseas

Os riscos específicos para a cirurgia de fratura na clavícula incluem:

  • dificuldade na cicatrização óssea
  • lesão pulmonar
  • irritação pelo material de síntese

Seguimento para fratura da clavícula

O seu tratamento envolvendo cirurgia ou não, pode levar vários meses para sua clavícula curar. Pode levar mais tempo em diabéticos ou pessoas que fumam ou que mascam tabaco.

A maioria das pessoas voltam as atividades no prazo de 3 meses após a sua lesão. O seu médico irá dizer-lhe quando sua lesão é estável o suficiente para fazê-lo. Retorno às atividades regulares ou levantar o braço antes de seu médico aconselhar pode causar deslocamento dos fragmentos da fratura ou quebrar o material de síntese. Isso pode exigir que você reinicie o tratamento.

Uma vez que sua fratura da clavícula esteja completamente cicatrizada, você pode voltar com segurança para atividades esportivas.

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial
Em Brasília / DF

Veja a agenda clicando aqui

Perguntas frequentes

Qual a função da clavícula no corpo humano?2020-03-08T10:44:29-03:00

A clavícula, associada à escápula, compõe a cintura escapular, que conecta o membro superior ao esqueleto axial. A cintura escapular articula-se com o esterno e com o membro superior. Possui grande mobilidade, para atender às necessidades de movimento do braço.

Quanto tempo para calcificar a clavícula?2020-03-08T10:43:00-03:00

A recuperação da fratura da clavícula requer paciência e sessões de fisioterapia para recuperação ampla dos movimentos do ombro, mas é possível se recuperar completamente entre 2-3 meses.

Como usar tipoia para clavícula?2020-03-08T10:41:46-03:00

A maioria das fraturas de clavícula tem tratamento sem cirurgia, usando tipóia:

  1. Coloque a bolsa de sua tipóia aberta sobre um travesseiro. Ajuste o bem o braço.
  2. Prenda os velcros.
  3. Mantenha o braço apoiado no travesseiro. Passe a tira por cima do ombro e prenda com cotovelo a 90º.
  4. Passe a outra tira por trás das costas e prenda na frente (ou atras) da tipóia, dependendo do modelo.
Como saber se eu quebrei a clavícula?2020-03-08T10:39:48-03:00

Essas fraturas ocorrem frequentemente após uma queda sobre um braço estendido ou após um impacto direto. As fraturas da clavícula podem causar dor, inchaço e, às vezes, uma protuberância ou nódulo quando o osso é quebrado.

O que acontece quando quebra a clavícula?2020-03-08T10:37:28-03:00

Quando você quebra sua clavícula, geralmente vai sair do hospital com alguns calmantes para a dor e advertido de que NÃO pode mover o braço para que solde bem. No mais depende de você.

Artigos relacionados

2020-08-29T15:27:23-03:00

Sobre o Autor:

Dr. Márcio R. B. Silveira, formado em 2006 pela faculdade federal de medicina da Universidade de Brasília (UnB), com especialização, no ano de 2009, em Traumatologia e Ortopedia pela residência da Secretária de Saúde de Brasília / DF, em sua rede pública de hospitais, com subespecialização, no ano de 2012, em cirurgia do joelho e traumatologia esportiva em Belo Horizonte / MG, acompanhando os médicos do Cruzeiro Esporte Clube e os serviços dos hospitais Maria Amélia Lins, Lifecenter, Belo Horizonte, Belvedere e João XXIII. Atuante principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural. Médico ortopedista especialista em Cirurgia do Joelho, Traumatologia Esportiva e Ortopedia do Idoso, atende em Brasília / DF, na sua clínica Salus e Consolidação Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura, fornecendo tratamento conservador e operatório no Plano Piloto, Asa Norte, Taguatinga e Ceilândia.

4 Comentários

  1. Simone 8 de fevereiro de 2019 em 19:40- Responder

    Queria saber o valor de uma cirurgia de clavícula

  2. drmarciosilveira 9 de fevereiro de 2019 em 16:16- Responder

    Oi Simone, fica em torno de R$12000,00 reais, pensando numa situação padrão. Pode variar com o hospital, optando por um local mais caro, e também com o tipo de fratura, pois fraturas mais complexas pode ser necessário o uso de implantes mais caros.

    É importante ressaltar que a maioria das fraturas da clavícula é de tratamento sem cirurgia, com tipoia e repouso (nem usa mais o gesso em 8), pois é uma fratura que tolera bem desvios e cicatriza bem.

  3. Paulo Gonçalves 19 de agosto de 2020 em 20:58- Responder

    Olá Dr. Márcio, em outubro de 2019 machuquei a articulação acromioclavicular lutando Jiu-Jitsu. Exames iniciais de Ressonância e Ultrasonografia não identificaram lesão dos tecidos moles. Vários meses depois, com muitas tentativas conservadoras (e terapias diversificadas), a inflamação continuou persistente no terço distal da clávicula. Realizei uma cintilografia geral para excluir tumor e persisti com a inflamação. Quando ocorreu redução da dor local, fizemos um raio-X que demonstram desvio superior a 50% da clavicula com o acromio, configurando LAC II ou III (indefinido ainda). Não sei se avançamos para tal situação por decorrência da inflamação ou das terapias, mas atualmente há deformidade e decorrente redução de força, além de instabilidade articular (não significativas, mas que incomodam para quem tem a vida esportiva ativa). Em acréscimo, notória discenesia escapular provocada por uma resposta corporal para compensar a articulação lesionada.
    Gostaria de ouvir sua recomendação e indicação para o meu caso, assim como me informar se atua na área.
    Paulo Gonçalves

  4. drmarciosilveira 20 de agosto de 2020 em 12:14- Responder

    Olá. Paulo, foi bem detalhada a sua descrição. Você teve uma LAC, foi tentado o tratamento conservador (ainda não tem consenso no tratamento da LAC grau 3). Só que após 10 meses persiste os sintomas que está atrapalhando as atividades físicas. Neste caso está indicado o tratamento operatório. Atuo na área sim.

Deixe um comentário ou questionamento