Cisto Poplíteo ou Cisto de Baker

cisto poplíteo

O cisto poplíteo, ou cisto de Baker, é um inchaço na bursa poplítea, que fica na parte de trás do joelho, entre o tendão do poplíteo e o músculo gastrocnêmio lateral (ou da panturrilha). Acontece por conta de um aumento na produção de líquido sinovial, o lubrificante das articulações. Pode aumentar por lesões no joelho, mas, em geral, é assintomático.

Frequentemente é pequeno demais para ser encontrado em exame físico e costuma ser descoberto por acaso em outros exames. Raramente é necessário tratá-lo, já que costuma ser causado por outras doenças ou lesões no joelho. Sendo assim, abordar apenas a causa costuma eliminar o cisto.

Bursa é o nome dado à pequena bolsa de líquido lubrificante que fica entre o osso e o músculo ou tendão.

cisto de baker

Causas

Lesões no joelho e inflamações são as causas mais comuns do cisto de poplíteo. As várias formas de artrite, que é uma inflamação da articulação, podem ocasionar o aumento da produção do líquido sinovial, assim como pancadas fortes no joelho, especialmente quando há lesão dos meniscos.

Exemplos: artrose, artrite reumatoide, artrite juvenil e lesões no joelho que machuquem os meniscos ou os ligamentos podem causar um cisto de Baker.

Sintomas

É assintomático, mas quando ele é grande o bastante, existem os seguintes sintomas:

Nódulo: Quando o inchaço da bursa poplítea é grande, um nódulo pode ser visto na parte de trás do joelho como uma pequena bolsa cheia de líquido. Ele pode ser sentido embaixo da pele e é mais facilmente visto quando a perna está esticada.
Inchaço: Em algumas ocasiões, a parte de trás do joelho pode ficar inchada.
Dor: Apesar de, na maioria das vezes, ser indolor, o cisto pode provocar dor quando é muito grande.
Enrijecimento: O cisto poplíteo pode causar enrijecimento da articulação, dificultando a dobra do joelho.

Diagnóstico

Durante exame físico, o médico pode fazer o diagnóstico caso o cisto esteja visível ou próximo da pele. A ultrassonografia e a ressonância magnética podem ser pedidos para confirmar o diagnóstico.

CISTO POPLÍTEO

Tratamentos

Raramente o cisto poplíteo precisa de tratamento. O que deve ser tratado é sua causa e o cisto desaparece sozinho algum tempo depois disso mas, em alguns casos, quando ele está muito grande e causa muita dor ou desconforto, pode ser drenado com uma agulha ou tratado com anti-inflamatórios, além de analgésicos.

Fisioterapia também pode ser recomendada em casos de dor, junto com terapias utilizando ultrassom.

Cirurgia só em indicada em cistos muito grandes, que retornam após drenagem. Lembrando que tratar apenas o cisto pode causar a reincidência dele, já que a causa do aumento de produção do fluido não foi tratada.

Caso a condição que causa o cisto não seja curável, como é o caso da artrite reumatoide, o cisto de Baker pode voltar com frequência, mas, nesses casos, ele raramente representa um risco.

Complicações

Cisto poplíteo roto: Caso fique muito inchado, o cisto pode se romper. Quando isso acontece, o líquido sinovial pode escorrer para a panturrilha, causando dor intensa, vermelhidão, inchaço e dificuldade de movimentação da perna, podendo inclusive impedir o paciente de andar. Tem como diagnóstico diferencial a trombose venosa profunda, que deve ser descartado. O tratamento é com repouso, elevação do membro afetado e medicação anti-inflamatória e analgésica.

>>> Principais Causas de dores no joelho >>>

>>> Conheça sobre a Plica Sinovial >>>

Prevenção

Não há como prevenir o cisto poplíteo. Qualquer lesão no joelho pode causar o aumento da produção do líquido sinovial, mas isso também pode acontecer por outras causas. O que se deve fazer é prestar atenção na saúde de seu joelho e ir ao médico caso perceba inchaço na perna.

Você pode fortalecer a musculatura do joelho e a articulação para prevenir lesões nele, o que diminui a chance de cistos de Baker aparecerem.

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 
clínica salus trata

Agende uma consulta!

Descubra nossos protocolos de tratamento eficazes e sem cirurgia, baseados em exame clínico detalhado, análise computadorizada da marcha e corrida e mais de 60 trabalhos científicos.

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial

Veja a agenda clicando aqui

Deixe uma avaliação!