Cirurgia do Joelho, Ortopedia do Idoso e Traumatologia Esportiva | msg (61)996601616|contato@drmarciosilveira.com.br

Ruptura do tendão patelar no joelho

Lesão do Tendão Patelar

ruptura do tendão patelar

A ruptura do tendão patelar ocorre quando o tendão está predisposto em caso de tendinopatia, por exemplo, tendinite crônica, ou dano parcial.

A degeneração lenta do tendão é um fator de risco para as lesões mesmo com um alongamento não-violento, os idosos estão predispostos porque com a idade o tendão envelhece e as fibras mudam de forma.

Geralmente esse tipo de lesão ocorre quando o quadríceps (músculo da coxa) exerce uma força de contração muscular muito forte que ocasiona uma tração excessiva no tendão causando sua ruptura. Ele pode ser lesionado também por traumas cortantes e contusos na região anterior do joelho onde ele esta localizado.

Pessoas com tendinopatia (doenças inflamatórias que atingem os tendões), tal como a tendinite patelar, geralmente deixam o tendão enfraquecido e mais propenso para ocorrer um ruptura, sendo muito comum essa evolução em pacientes jovens (< 40 anos) que praticam atividade física (desde de atletas amadores, recreacionais ou de alta performance), desenvolvem a tendinite patelar, não fazem o tratamento adequado podendo desenvolver uma ruptura posteriormente.

E, por fim, outro motivo de predisposição à ruptura na região, é o fato do paciente apresentar algum tipo de defeito anatômico ou do alinhamento do joelho. Essas condições obrigam o tendão a trabalhar de forma incorreta, criando uma disposição à inflamações (tendinites).

Tendão Patelar

O tendão patelar está localizado na articulação do joelho e conecta o tendão do quadríceps e a patela com a tíbia.
Os tendões são estruturas de tecido conjuntivo fibroso que surgem do músculo e têm inserção no osso, são os meios de união entre estas estruturas.
É um tendão diferente porque se parece com um ligamento (um cordão fibroso que conecta dois ossos) neste caso, a patela e a tíbia.
Na verdade, a patela é uma continuação do tendão do quadríceps, serve para transmitir força do músculo quadríceps para a tíbia para estender o joelho.

ruptura do tendão patelar

Qual o grupo de risco?

Pacientes com tendinite crônica, idade avançada e com a apresentação de anomalias nos membros inferiores, os atletas também são os mais atingidos pela lesão do tendão patelar.

Jogadores de futebol e outros atletas sofrem riscos de uma ruptura, como por exemplo, halterofilistas que sobrecarregam os membros inferiores no levantamento de pesos. Os atletas saltadores como os jogadores de voleibol e basquetebol que, repetidamente utilizam o salto durante a prática esportiva.

Sintomas da ruptura do tendão patelar

O primeiro sinal certamente é a dor no joelho. O paciente acometido pela ruptura também pode sentir dificuldades e desconforto quando flexionar ou esticar o joelho. Além da dificuldade de movimentos e da dor, a região patelar também poderá apresentar vermelhidão e inchaço.

Em casos mais graves, quando há ruptura completa do tendão, a lesão é palpável, já que a patela é deslocada para cima, por causa da tração da musculatura do quadríceps, desprendendo-se assim da tíbia ou da parte inferior da patela (esse último é o local anatômico mais comum dessas rupturas).

Diagnóstico

O diagnóstico é muito simples de ser verificado. A princípio o médico realiza uma série de exames clínicos pontuais na região. Após identificar o tipo de comprometimento no paciente, de acordo com o tipo de movimentação das articulações do joelho, o individuo é encaminhado para realização de exames de imagem.

Geralmente a ruptura é identificada em ultrassonografia ou ressonância magnética, pois mostram com clareza todas as estruturas dessa região. Em alguns casos, o médico também pode solicitar uma radiografia, para verificar possíveis fraturas associadas na região do osso da patela.

Tratamentos lesão do tendão patelar

Geralmente quando a lesão é parcial e que não compromete o mecanismo extensor do joelho, não é necessária a cirurgia. A fisioterapia com exercícios e meios analgésicos, o repouso e a hidroterapia são as formas de tratamento.

Porém, quando a lesão é completa e incapacitante, inevitavelmente o paciente terá que ser submetido a uma cirurgia do joelho. Nesse procedimento, é realizado a sutura do tendão rompido, ou em alguns casos, na qual essa sutura não é possível de ser realizada, é feita a sua reconstrução com enxerto de outros tendões do joelho. Os tendões mais utilizados como enxerto são os da pata de ganso (grácil e semitendíneo) já que são tendões secundários e que tem sua força restabelecida após alguns anos, não constituindo problemas para o paciente.

Após o médico constatar a necessidade de operação, esta deverá ser realizada em até 3 semanas, quanto mais precoce for o procedimento, melhores serão os resultados no pós-operatório. Em virtude da contração do quadríceps durante a lesão, a patela é deslocada para cima e após essas 3 semanas, devido a contratura desse músculo, existe uma dificuldade de colocar essa patela na sua posição normal

Prevenção

A prevenção dessa lesão é feita com base em fortalecimento muscular gradual, já que o quadríceps precisa estar forte o suficiente para realizar as atividades de extensão do joelho sem que haja uma sobrecarga no tendão patelar. Qualquer presença de dor durante ou após a prática esportiva na região do tendão deve ser avaliada por um médico ortopedista especialista em cirurgia do joelho o mais breve possível, para que não evolua para a ruptura.

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 
Consultórios

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial

Veja a agenda clicando aqui

MEUS VALORES

Proporcionar saúde e trazer resolutividade para os problemas ortopédicos.

Devemos começar qualquer tratamento com medidas simples, a não ser que não tenha outra alternativa.

Utilizar tudo que existe disponível, do mais tradicional ao moderno, para melhorar a condição do meu paciente.

Transparência, com explicações sobre os procedimentos e documentação dos mesmos, através de filmagens e/ou fotos.

Ver todos os Artigos
2018-05-31T09:48:23+00:00

Deixe Um Comentário