Cartilagem: mitos e verdades

A cartilagem ou tecido cartilaginoso é um tipo de tecido conjuntivo de consistência rígida, mas flexível e elástico. É composto de células denominadas de condrócitos e também de uma matriz extracelular bem especializada. Também pode ser chamada de tecido cartilaginoso e é classificada em três diferentes tipos: cartilagem elástica, cartilagem fibrosa e cartilagem hialina.

Esse tipo de tecido não possui vasos sanguíneos, vasos linfáticos ou nervos. Por isso, é considerado um tecido avascular.

O tecido cartilaginoso apresenta uma coloração esbranquiçada ou cinzenta. É encontrado em várias partes do corpo humano, como: nariz, traqueia, laringe, orelhas, cotovelos, joelhos, tornozelos, dentre outras.

Pelo fato da cartilagem ser um tecido avascular, a nutrição das células cartilaginosas é realizada por meio dos vasos sanguíneos do tecido conjuntivo adjacente, o pericôndrio, através de difusão.

Por esse motivo, existem diversos mitos e verdades, o tecido cartilaginoso possui uma lenta capacidade de cicatrização e regeneração.

Mais sobre o tecido cartilaginoso >

Cartilagem: mitos e verdades

Mitos e verdades sobre a cartilagem

MITO – A cartilagem se regenera facilmente
Infelizmente o poder de regeneração da cartilagem é muito pequeno, quase nulo. Isso deve-se à falta de irrigação, pois a cartilagem é considerada um tecido avascular (que não possui vasos sanguíneos).

MITO –  Só a idade causa o desgaste da cartilagem 
Embora seja algo comum com o avanço da idade, outros fatores podem contribuir com desgaste da cartilagem como o peso, o esforço repetitivo da articulação, histórico familiar e alterações hormonais. 

MITO – o esporte prejudica a cartilagem
A atividade física dentro dos limites fisiológicos aumenta a concentração de interleucinas intra-articular de fatores que inibem a degradação da cartilagem e, desta forma, o esporte teria o efeito protetor sobre a cartilagem. Claro, dentro dos padrões fisiológicos.

VERDADE –  A obesidade pode prejudicar a cartilagem do joelho
A sobrecarga gerada pelo sobrepeso e obesidade afeta nossos joelhos. E, com a pressão exercida, a cartilagem desta área pode sofrer desgaste

VERDADE –  O tratamento com ácido hialurônico pode ajudar a aliviar a dor causada por desgaste na cartilagem
Também chamado de viscossuplementação, este procedimento repõe o líquido nas articulações desgastadas ou inflamadas, reduzindo o atrito entre duas ou mais cartilagens. Entre os benefícios da infiltração de ácido hialurônico está a diminuição da dor em quem possui desgaste na cartilagem.

VERDADE – a mulher sofre mais desgaste da cartilagem patelofemoral
A maior incidência de condromalácia patelar é no sexo feminino e isso possivelmente se dá por fatores estruturais e fisiológicos.

Lesão da cartilagem – mitos e verdades

A lesão de cartilagem costuma causar dor, inchaço e travamento da articulação, não fique na dúvida entre mitos e verdades. Caso note algum desses sintomas, procure um médico ortopedista especialista o mais breve possível. 

Nem toda técnica utilizada na regeneração de cartilagem é eficaz – Verdade!
O bom resultado de um procedimento depende da indicação, da qualidade técnica da equipe médica, da qualidade da reabilitação e, principalmente, da idade e de fatores genéticos inerentes ao próprio paciente.

A viscossuplementação serve apenas para lubrificar e tem efeito paliativo – Mito!
Estudos publicados nos últimos cinco anos têm demonstrado o chamado efeito biológico do ácido hialurônico, agindo principalmente na cascata inflamatória da sinovite artrítica que pode conduzir ao desgaste completo da articulação, denominado artrose.

Qualquer tratamento regenerativo impede que uma pessoa chegue a realizar uma prótese – Mito!
Os procedimentos regenerativos têm melhor resultado em pacientes mais jovens e com lesão cartilaginosa focal, e resultados mais pobres quando associados à artrose.

O esporte degenera mais rápido as articulações – Mito!
Diversos estudos mostraram que uma pessoa ativa, dentro dos seus limites fisiológicos, tem proteção das articulações ao praticar esportes e realizar o trabalho de fortalecimento. Sedentários tendem a degenerar cartilagem mais rápido.

A utilização de colágeno, garra do diabo, glicosamina, MSN, extrato de abacate, dentre outros, atua na regeneração da cartilagem – Mito!
Este é um tema controverso e todos os estudos sérios, mostraram que os resultados da utilização desses medicamentos e suplementos alimentares são semelhantes ao placebo no alívio de dor e modificação dos exames de imagem. 

Corrida de rua e crossfit lesionam mais a cartilagem – Mito!
Tanto o crossfit quanto outros esportes, quando praticados dentro dos limites fisiológicos, bem orientados, bem periodizados e sem exageros, protegem as articulações.

Recuperação de qualquer cirurgia cartilaginosa é lenta – Verdade!
Como dito na primeira questão, a cicatrização da cartilagem é muito lenta e os resultados finais costumam ser observados de seis a oito meses, dependendo da extensão, localização, fatores individuais e reabilitação.

Sobre o Dr. Márcio Silveira, especista em joelho, ortopedia do idoso e traumatologia esportiva em Brasília / DF >
Sobre a cartilagem >