Fascite plantar: o que é, sintomas e tratamentos

fascite plantar

O que é Fascite Plantar?

A fáscia plantar é um tecido fibroso localizado ao longo da planta do pé, que se estende do calcanhar até o começo dos dedos e tem como função a sustentação do arco plantar. A fascite plantar é a inflamação que ocorre devido a um estresse excessivo dessa região, como impacto e microtraumas repetitivos e processos degenerativos no local da origem da fáscia.

É uma das patologias mais comuns que acometem o pé e tem sido muito discutida pelos profissionais da área de saúde e esportistas. Quando sobrecarregada, a fáscia inflama, causando dor na sola do pé. Essa dor pode estar localizada apenas no calcanhar ou no arco do pé e algumas vezes irradiar para outras regiões, como tornozelos, dorso do pé e tendão de Aquiles.

fascite plantar

A fascite pode ser confundida com esporão de calcâneo, pois a fáscia se origina na mesma região onde o esporão surge e a dor se estende praticamente pela mesma região do calcanhar. Assim, após longos períodos de sobrecarga e tratamento inadequado, pode causar o esporão.

Causas

Algumas alterações biomecânicas estão intimamente ligadas a inflamações na fáscia e principalmente a um mau amortecimento de impacto que sobrecarrega essa estrutura.

  • Pé muito cavo: por ser mais rígido e menos eficiente na absorção de impactos, podendo ocasionar encurtamento da fáscia;
  • Pé chato e pisada hiperpronada: por ser um pé hipermóvel, também há um déficit na absorção de impactos e isso pode gerar um contínuo estiramento da fáscia plantar;
  • Sobrepeso, pois existe uma sobrecarga tanto óssea quanto muscular;
  • Calçados inadequados, com solados planos e rígidos, que não dão o suporte adequado para o arco do pé;
  • Atividade física repetitiva e de alta intensidade, que exijam muito do calcanhar e da fáscia plantar, como corridas longas e excessivas;
  • Encurtamento e tensão no tendão calcâneo;
  • Exercer funções em que precise ficar em pé por muito tempo.

Sintomas da fascite plantar

  • Dor no calcanhar, sola do pé e tornozelo;
  • Dor ao caminhar nas pontas dos pés;
  • Sensação de queimação na sola do pé;
  • Sensibilidade ao apalpar a sola ou calcanhar inflamado;
  • Inchaço, rigidez, tensão e vermelhidão no pé.

Diagnóstico

É realizado uma investigação do histórico do paciente, avaliando as condições que fica exposto no ambiente de trabalho e ao realizar esportes. Também é necessário analisar o formato do arco do pé do indivíduo e se os sapatos que costumam utilizar estão adequados para as atividades que realizam.

>>> Saiba sobre a Tendinite do tendão de Aquiles >>>
>>> Saiba sobre a Síndrome do Túnel do Tarso >>>

Exames de imagem, como radiografia, ultrassonografia e ressonância magnética podem ser solicitados.

Tratamento da fascite plantar

tratamento para fascite

Opções de tratamento para fascite plantar

  • Compressa de gelo: duas vezes ao dia, aplicar uma compressa de gelo durante 15 minutos na sola dos pés. Fazer após os alongamentos dos pés pela manhã (imagem em destaque);
  • Repouso: evitar realizar atividades que agravam a dor;
  • Fisioterapia e Alongamento dos pés: para quadros intensos de dor, como os que os portadores enfrentam pela manhã, é aconselhável realizar fisioterapia e praticar alongamento dos pés (instruções aqui >);
  • Calçados e palmilhas: evitar calçados desconfortáveis, duros e inadequados para o tamanhos dos seus pés. Utilizar também palmilhas ortopédicas indicadas pelo ortopedista ou fisioterapeuta, de preferência feitas sob medida. Calcanheira para fascite de silicone também está indicado.
  • Ondas de choque: nesse procedimento as ondas são direcionadas para área da dor do calcanhar na intenção de estimular a cicatrização. Geralmente é utilizado por fascite crônica que não responde a tratamentos mais conservadores (saiba mais aqui >);
  • Acupuntura: a aplicação da acupuntura atinge a dor e a inflamação, e, quando associada à outras formas de reabilitação, auxilia na redução da sobrecarga nos pés (combinado com o uso de palmilhas) e na restauração de força e flexibilidade (combinado com a prática de exercícios).
  • Injeção: pode ser realizado a infiltração com corticosteroide. A aplicação da injeção pode fornecer alívios temporários para dor, sendo necessário manter as outras medidas para evitar o retorno do quadro.
  • Cirurgia: normalmente, o tratamento recomendado para fáscia plantar é exclusivamente conservador, no entanto, a fasciotomia plantar parcial é indicada após a falha de qualquer outro método durante 12 meses de tentativa ou após a ruptura da fáscia.

Tratamento especializado e individualizado em Brasília / DF.

Dr. Márcio Silveira: Ortopedista Especialista em Traumatologia Esportiva, Joelho - Adulto e Infantil - e Idoso calcanheira anti impacto silicone grande

Alongamento e fortalecimento do pé e da fáscia plantar

Realizar alongamentos não cura a fascite plantar, porém auxilia no alívio dos sintomas temporariamente, e previne o aparecimento ou reaparecimento dos sintomas:

  • Para fortalecer a musculatura, puxar uma toalha com os dedos do pé fazendo 10 a 15 repetições, 3 a 4 vezes por dia;
  • Alongamento da planta do pé e da panturrilha, esticando a perna em uma superfície levemente inclinada durante 1 minuto. Realizar 3 séries de 15 repetições;
  • Puxar a ponta do pé com a mão e pressioná-lo contra a parede, por 30 segundos.
  • Flexão dos dedos com rolamento do pé sob uma bola de tênis. O movimento ajuda a diminuir a tensão na fáscia plantar, consequentemente a dor. Realizar 10 a 15 minutos duas vezes ao dia;
  • Se inclinar contra uma parede com um joelho reto, o outro dobrado e o calcanhar no chão. O pé e o calcanhar se alongam de acordo que o corpo é inclinado. O paciente deve manter a posição por 10 segundos antes de relaxar, repetindo outras 20 vezes; Pode ser feito com o auxílio de uma cadeira.
  • Se inclinar e se apoiar em uma bancada, separando os pés um de frente pro outro. Flexionar os joelhos e se abaixar, mantendo os calcanhares fixos no chão. A cada descida de 10 segundos os calcanhares e a sola do pé vão se esticar. Repita 20 vezes.
  • Curve os dedos colocando um pé em cima de uma toalha e o outro um pouco afastado, já fora do pano. Segure a toalha com os dedos e puxe devagar em direção a você. Volte para a posição inicial e repita com o outro pé.
  • Controlar a inflamação com o uso de gelo aplicando na região dolorida de 10 a 15 minutos duas vezes ao dia ou congelar uma garrafa de água (600ml), pisar em cima e rolar o pé sobre ela. Fazer isso por 1 minuto, repetindo 3 vezes.

Dr. Márcio Silveira: Ortopedista Especialista em Traumatologia Esportiva, Joelho - Adulto e Infantil - e Idoso alongamento fascite plantar

Após melhora da dor, desejando aumentar a carga dos exercícios, pode passar para os exercícios de prevenção.

Fascite plantar tem cura. O tratamento é lento, durando cerca de 6 meses há 1 ano. Prevenir é a medida mais eficaz no tratamento para fascite!

Prevenção

A fascite plantar é uma doença fácil de se prevenir (mas com tratamento para fascite plantar demorado), basta dar atenção às necessidades dos pés e evitar aplicar esforço excessivo nas solas:

  • Corrigir alterações nos pés, como pé chato, cavo ou hiperpronação, utilizando palmilhas, em caso de sintomas álgicos, ou operatórios, se graves;
  • Realizar alongamentos antes e depois de exercícios físicos, para fortalecimento das estruturas do pé e tornozelo (instruções aqui >);
  • Caso o paciente esteja acima do peso, o ideal é a realização de reeducação alimentar para redução da carga sobre os pés;
  • Não permanecer de pé parado durante muito tempo, principalmente em cima de calçados de salto alto ou com solado duro (inadequados);
  • Atividades como correr e pular não devem ser realizadas em pisos rígidos, pois desfavorece o amortecimento do impacto, ou caso necessário, utilize calçados adequados.

Perguntas frequentes

Qual a diferença entre esporão e fascite plantar?2020-02-26T21:38:07-03:00

Não são a mesma coisa. Enquanto a fascite plantar é a inflamação na sola do pé, o esporão de calcâneo é uma protuberância óssea que cresce na base do osso do calcâneo, perto do local onde a fáscia plantar se prende. O esporão se forma devido a inflamação crônica decorrente da fascite plantar ou pelo envelhecimento.

O que causa dores no calcanhar?2020-02-26T21:36:20-03:00

Existem diversas causas para a dor no calcanhar, desde alterações no formato do pé e na forma de pisar, até ao excesso de peso, esporão no calcâneo, pancadas ou doenças inflamatórias mais graves, como fascite plantar, bursite ou gota, por exemplo.

O que provoca fascite plantar?2020-02-26T21:32:35-03:00

A fascite plantar é uma das causas mais comuns de dor no calcanhar. Trata-se de uma inflamação de um tecido chamado fáscia plantar, localizado na sola do pé e que conecta o calcâneo (osso que forma o calcanhar) aos dedos.

[jetpack-related-posts]

2024-02-04T17:33:16-03:00

Sobre o Autor:

Dr. Márcio R. B. Silveira, formado em 2006 pela faculdade federal de medicina da Universidade de Brasília (UnB), com especialização, no ano de 2009, em Traumatologia e Ortopedia pela residência da SES / DF, com subespecialização, no ano de 2012, em cirurgia do joelho e trauma esportivo em Belo Horizonte / MG, acompanhando os médicos do Cruzeiro Esporte Clube nos hospitais Maria Amélia Lins, Lifecenter, Belo Horizonte, Belvedere e João XXIII. Médico ortopedista especialista em Traumatologia com foco em Esportiva (ombro, quadril, tornozelo, pé, cotovelo), Cirurgia do Joelho, Adulto e Infantil, e Ortopedia do Idoso em Brasília / DF.

Deixar Um Comentário

Ir ao Topo