As lesões dos meniscos são raras na infância, ocorrendo principalmente no final da adolescência, com picos a partir da terceira e quarta décadas de vida. A principal causa é o trauma da articulação, porém, após os 50 anos de vida deve-se principalmente à degeneração do joelho. Portanto a lesão meniscal não é exclusiva dos “jogadores de futebol”. As mulheres inativas também são altamente propensas a desenvolver lesão de menisco degenerativa.

tipos de rupturas dos meniscos

O menisco pode apresentar vários tipos de lesão: ruptura parcial, total e complexa. Além disso, a ruptura do menisco pode ocorrer sozinha ou associada à ruptura de ligamentos ou artrose no joelho.

Causas

A origem da lesão pode variar de movimentos corriqueiros do joelho como flexões, quedas, entorses, traumas no lar ou durante atividades esportivas. O paciente relata dor, apresenta-se mancando e a articulação do joelho mostra crepitações (barulhos, estalos), e limitação do movimento.

Nos casos de lesões pequenas, em que o paciente não está sentindo nenhum sintoma, não é necessária cirurgia, sendo o tratamento fisioterápico suficiente. Já nos casos de dor persistente, pode ser realizado um tratamento chamado artroscopia. Neste tratamento, uma câmera é introduzida na articulação e permite que o médico veja diretamente as lesões presentes. O tratamento pode ser feito com a sutura (dar pontos, geralmente em pacientes jovens) do menisco, ou mais comumente pode ser feita a retirada da parte rompida do menisco.

Tipos

As lesões de meniscos ocorrem de diferentes maneiras, são classificadas pela sua aparência, bem como onde a ruptura ocorre no menisco. As mais comuns incluem longitudinal, bico-de-papagaio, alça de balde e mista / complexa.

Lesões meniscais relacionadas com esportes muitas vezes ocorrem juntamente com outras lesões no joelho, tais como ruptura do ligamento cruzado anterior.

>>> Saiba sobre a Anatomia dos meniscos >>>

Sintomas

Você pode sentir um “pop” quando machuca um menisco. A maioria das pessoas ainda podem andar com seu joelho lesionado. Muitos atletas continuam a jogar com uma lesão. Mas, de 2 a 3 dias, o joelho irá gradualmente tornar-se mais rígido e inchado.

Os sintomas mais comuns de ruptura meniscal são:

  • Dor
  • Rigidez e inchaço
  • Bloqueio do seu joelho
  • A sensação de seu joelho “voltando para o lugar”
  • Você não é capaz de mover seu joelho através de toda a amplitude de movimento

Sem tratamento, um pedaço do menisco pode se soltar e flutuar dentro da articulação. Isso pode fazer com que seu joelho a falhe, doa ou bloqueie.

Exame dos meniscos

Exame físico e história do paciente

Depois de discutir os seus sintomas e histórico médico, o médico irá examinar o seu joelho. Ele irá verificar se há dor ao longo da linha da articulação, onde o menisco sensibiliza. Isso geralmente sinaliza uma ruptura.

Os exames de imagem

Como outros problemas no joelho podem causar sintomas semelhantes, o médico pode solicitar exames de imagem para ajudar a confirmar o diagnóstico.

Radiografias: embora os raios X não mostrem lesões meniscais, podem mostrar outras causas de dor no joelho, como a osteoartrite.

Ressonância magnética (RM): este estudo pode criar melhores imagens dos tecidos moles do joelho.

>>> Conheça o Tratamento das rupturas de menisco >>>

Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 
clínica salus trata

Agende uma consulta!

Descubra nossos protocolos de tratamento eficazes e sem cirurgia, baseados em exame clínico detalhado, análise computadorizada da marcha e corrida e mais de 60 trabalhos científicos.

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial

Veja a agenda clicando aqui