Meniscos: tipos de lesões e causas

Início/Especialidade de Joelho/Meniscos: tipos de lesões e causas

As lesões dos meniscos são raras na infância, ocorrendo principalmente no final da adolescência, com picos a partir da terceira e quarta décadas de vida. A principal causa é o trauma da articulação, porém, após os 50 anos de vida deve-se principalmente à degeneração do joelho. Portanto a lesão meniscal não é exclusiva dos “jogadores de futebol”. As mulheres inativas também são altamente propensas a desenvolver lesão de menisco degenerativa.

tipos de rupturas dos meniscos

Meniscos

O menisco medial é semicircular e anexado ao ligamento colateral medial (LCM) do joelho. É muito pouco móvel se comparado ao menisco lateral, deslocando-se somente 2-5 mm para dentro da articulação e, portanto, é mais propenso a lesões. O menisco lateral é mais ou menos circular em forma e move-se 9-11 mm. Chama a atenção o que chamamos de “anatomia vascular dos meniscos”: estudos demonstraram que sua periferia é bem irrigada, por isso chamada de “zona vermelha” e sua região central não, recebendo nutrientes por embebição, por isso chamada de “zona branca”.

>>> Saiba sobre a Anatomia dos meniscos >>>

Causas de lesões dos meniscos

A origem da lesão do menisco pode variar de movimentos corriqueiros do joelho como flexões, quedas, entorses, traumas no lar ou durante atividades esportivas. O paciente relata dor, apresenta-se mancando e a articulação do joelho mostra crepitações (barulhos, estalos), e limitação do movimento.

Lesões meniscais são muito comuns e podem ser traumáticas agudas, como, por exemplo, durante uma luta de jiu-jitsu ou judô ou degenerativas. Lesões dos meniscos traumáticas ocorrem classicamente durante as forças de torção no joelho em pessoas ativas jovens. A posição clássica é a do joelho flexionado ao extremo como, por exemplo, quando o individuo esta agachado ou ajoelhado que sofre entorse repentino.

Nos casos de lesões pequenas, em que o paciente não está sentindo nenhum sintoma, não é necessária cirurgia, sendo o tratamento fisioterápico suficiente. Já nos casos de dor persistente, pode ser realizado um tratamento chamado artroscopia. Neste tratamento, uma câmera é introduzida na articulação e permite que o médico veja diretamente as lesões presentes. O tratamento pode ser feito com a sutura (dar pontos, geralmente em pacientes jovens) do menisco, ou mais comumente pode ser feita a retirada da parte rompida do menisco.

Tipos de lesões dos meniscos

As lesões de meniscos ocorrem de diferentes maneiras, são classificadas pela sua aparência, bem como onde a ruptura ocorre no menisco. As mais comuns incluem longitudinal, bico-de-papagaio, alça de balde e mista / complexa, menisco extruso.

O menisco pode apresentar vários tipos de lesão: ruptura parcial, total e complexa. Além disso, a ruptura do menisco pode ocorrer sozinha ou associada à ruptura de ligamentos ou artrose no joelho.

Lesões degenerativas ocorrem como parte do desgaste progressivo em todo o conjunto, mais frequentemente em pacientes acima de 40 anos. Estas lesões são de clivagem, geralmente horizontais com mínima capacidade de cura.

As lesões podem ser descritas como sendo completas ou incompletas, estáveis ou instável e de vários padrões.

Lesões meniscais relacionadas com esportes muitas vezes ocorrem juntamente com outras lesões no joelho, tais como ruptura do ligamento cruzado anterior.

A maioria é composta de lesão vertical ou oblíquo (80%). O menisco medial é mais comumente afetado – 75% contra 25% no menisco lateral, 5% dos pacientes terão lesões bilaterais.

Alguns tipos de lesões dos meniscos podem provocar uma ação semelhante a válvula dentro da substância do menisco, e isso pode levar à formação de um cisto meniscal, que deve ser tratada da mesma forma, abordando o problema principal que é a lesão no menisco. A chance da formação de um cisto meniscal no menisco lateral é sete vezes maior que a do menisco medial.

Sintomas das lesões meniscais

Você pode sentir um “pop” quando machuca um menisco. A maioria das pessoas ainda podem andar com seu joelho lesionado. Muitos atletas continuam a jogar com uma lesão no menisco. Mas, de 2 a 3 dias, o joelho irá gradualmente tornar-se mais rígido e inchado.

Os sintomas mais comuns de ruptura meniscal são:

  • Dor
  • Rigidez e inchaço
  • Bloqueio do seu joelho
  • A sensação de seu joelho “voltando para o lugar”
  • Você não é capaz de mover seu joelho através de toda a amplitude de movimento

Sem tratamento, um pedaço do menisco rompido pode se soltar e flutuar dentro da articulação. Isso pode fazer com que seu joelho a falhe, doa ou bloqueie.

Exame dos meniscos

Exame físico e história do paciente

Depois de discutir os seus sintomas e histórico médico, o médico irá examinar o seu joelho. Ele irá verificar se há dor ao longo da linha da articulação, onde o menisco sensibiliza. Isso geralmente sinaliza uma ruptura do menisco.

Os exames de imagem

Como outros problemas no joelho podem causar sintomas semelhantes, o médico pode solicitar exames de imagem para ajudar a confirmar o diagnóstico da ruptura do menisco.

Radiografias: embora os raios X não mostrem lesões meniscais, podem mostrar outras causas de dor no joelho, como a osteoartrite.

Ressonância magnética (RM): este estudo pode criar melhores imagens dos tecidos moles do joelho.

>>> Conheça o Tratamento das rupturas de meniscos >>>

Referências:

  1. Avaliação dos fatores associados à extrusão meniscal no compartimento femorotibial medial na presença e na ausência da carga corpórea
  2. CARACTERÍSTICAS DAS IMAGENS DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA EM LESÕES MENISCAIS DO TIPO ALÇA DE BALDE
Muito bom! Você leu todo o conteúdo. Gostou? Divulgue para seus amigos(as) e deixe um comentário ou dúvida aqui 
clínica salus trata

Agende uma consulta!

Descubra nossos protocolos de tratamento eficazes e sem cirurgia, baseados em exame clínico detalhado, exame tridimensional do movimento, marcha, postura, corrida e atendimento cordial.

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta em horário comercial
Em Brasília / DF

Veja a agenda clicando aqui

Perguntas frequentes

Quais os sintomas do menisco rompido?2020-03-21T20:15:22-03:00

Os sintomas mais comuns da rotura do menisco são a dor, a rigidez, o inchaço, uma sensação de perda de controlo do joelho e uma redução da amplitude dos movimentos tanto de extensão como de flexão. Sem tratamento, um fragmento do menisco pode soltar-se e bloquear a articulação do joelho.

Quanto tempo demora para curar a ruptura de menisco?2020-03-21T20:13:45-03:00

O tratamento de uma lesão de menisco vai depender da gravidade da lesão de menisco. Ela implica na sua localização, tamanho, tempo de ocorrência do trauma, idade e a ligação ao esporte do paciente. A cura espontânea pode ocorrer, mas, é muito raro. Normalmente dura de 2 a 3 meses para a recuperação.

O que significa ruptura do menisco medial?2020-03-21T20:11:27-03:00

Significa que duas partes do menisco (a parte do meio que é chamada de corpo e a parte de trás que é chamada de corno posterior) estão rompidas (rasgadas). Uma lesão de menisco com algum tempo de evolução, pode aumentar a extensão e também aparecer de cistos que se formam junto da lesão.

Artigos relacionados

2020-06-07T17:26:44-03:00

Sobre o Autor:

Dr. Márcio R. B. Silveira, formado em 2006 pela faculdade federal de medicina da Universidade de Brasília (UnB), com especialização, no ano de 2009, em Traumatologia e Ortopedia pela residência da Secretária de Saúde de Brasília / DF, em sua rede pública de hospitais, com subespecialização, no ano de 2012, em cirurgia do joelho e traumatologia esportiva em Belo Horizonte / MG, acompanhando os médicos do Cruzeiro Esporte Clube e os serviços dos hospitais Maria Amélia Lins, Lifecenter, Belo Horizonte, Belvedere e João XXIII. Atuante principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural. Médico ortopedista especialista em Cirurgia do Joelho, Traumatologia Esportiva e Ortopedia do Idoso, atende em Brasília / DF, na sua clínica Salus e Consolidação Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura, fornecendo tratamento conservador e operatório no Plano Piloto, Asa Norte, Taguatinga e Ceilândia.

3 Comentários

  1. Principais Causas de Dor no Joelho e Como Tratar - Ortopedista Especialista em Joelho - DF 2 de março de 2019 em 11:28- Responder

    […] Rotura do Menisco Medial […]

  2. SEVERINO BARBOSA DA SILVA JUNIOR 4 de junho de 2019 em 07:54- Responder

    Excelente. Complexo e bem explicado. Linguagem clara e pontual. Parabéns Dr. Márcio e obrigado por compartilhar esse importante tópico.

  3. drmarciosilveira 5 de junho de 2019 em 11:18- Responder

    Fico muito satisfeito que tenha sido instrutivo :)

Deixe um comentário ou questionamento